ALARGADORES - B.TÉCNICO

DIN212C - ALARGADOR MÁQUINA HASTE CILÍNDRICA CORTE RETO

DIN212D - ALARGADOR MÁQUINA HASTE CILÍNDRICA CORTE HELICOIDAL

DIN208A - ALARGADOR MÁQUINA HASTE CÔNICA CORTE RETO

DIN208B - ALARGADOR MÁQUINA HASTE CÔNICA CORTE HELICOIDAL

DIN206A - ALARGADOR MANUAL HASTE CILÍNDRICA CORTE RETO PARA FURO CILÍNDRICO

DIN206B - ALARGADOR MANUAL HASTE CILÍNDRICA CORTE HELICOIDAL PARA FURO CILÍNDRICO

DIN9A - ALARGADOR MANUAL CORTE RETO PARA FURO CÔNICO (1:50)

DIN9B - ALARGADOR MANUAL CORTE HELICOIDAL PARA FURO CÔNICO (1:50)

CARACTERÍSTICAS E USO:

ALARGADORES SÃO FERRAMENTAS ROTATIVAS PARA USO EM MÁQUINAS OU TAMBÉM MANUAL, CUJA FINALIDADE É MELHORAR A QUALIDADE DE UM FURO, PRÉVIAMENTE FEITO EM UMA PEÇA METÁLICA. A QUALIDADE DE UM FURO RELACIONA-SE COM O ACABAMENTO SUPERFICIAL, A DIMENSSÃO FINAL DESEJADA, SUA FAIXA DE TOLERÂNCIA E SUA VARIAÇÃO GEOMÊTRICA EM RELAÇÃO A CIRCINFERÊNCIA(OVALIZADA). NA FURAÇÃO COM BROCA RESULTAM, MUITAS VEZES, FUROS MAIS OU MENOS OVALIZADOS, ACABAMENTO SUPERFICIAL GROSSEIRO E TOLERÂNCIAS MUITO LARGAS EM RELAÇÃO A UMA NECESSIDADE ESPECÍFICA. O ALARGADOR É USADO ENTÃO, PARA CORRIGIR TODOS ESSES FATORES, MELHORANDO O ACABAMENTO, ELIMINANDO A OVALIZAÇÃO E MANTENDO TOLERÂNCIAS MAIS APERTADAS(NORMALMENTE, QUALIDADE SETE NA ESCALA DA NORMA ISO).

O ALARGADOR PORTANTO É UMA FERRAMENTA A SER USADA NUMA SEGUNDA(OU TERCEIRA) OPERAÇÃO APÓS A OPERAÇÃO DE FURAR COM UMA BROCA. AS DIMENSSÕES DO PRÉ-FURO(FURO FEITO COM A BROCA) DEVE PORTANTO RELACIONAR-SE COM A DIMENSSÃO FINAL DESEJADA APÓS A OPERAÇÃO DE ALARGAR. NORMALMENTE O SOBREMETAL DESEJÁVEL(DIFERENÇA ENTRE O DIÂMETRO FINAL E O FEITO COM A BROCA) É DA ORDEM DE 0,20 A 0,40 mm, DEPENDENDO DO DIÂMETRO DO FURO E DA QUALIDADE OBTIDA NA OPERAÇÃO DE FURAR.

NÃO SE DEVE ESQUECER QUE A OPERAÇÃO DE ALARGAR É UMA OPERAÇÃO CORRETIVA CUJA CAPACIDADE DE CORREÇÃO TEM SEUS LIMITES; POR ISSO MUITAS VEZES É NECESSÁRIO MELHORAR O FURO FEITO PELA BROCA, UTILIZANDO UMA BROCA CALIBRADORA (INDAÇO 4002 E 4003). A QUALIDADE DE UM FURO FEITO COM BROCA É INFLUENCIADA POR INÚMEROS FATORES ALÉM DA BROCA UTILIZADA: O MATERIAL QUE ESTÁ SENDO USINADO, VELOCIDADE DE CORTE E AVANÇO, CONDIÇÃO DE RIGIDEZ DA MÁQUINA USADA, DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DA PEÇA, LUBRIFICAÇÃO E REFRIGERAÇÃO DURANTE A OPERAÇÃO, ETC.

POR TUDO ISSO É QUE, QUANDO UMA OPERAÇÃO DE ALARGAR NÃO RESULTA SATISFATÓRIA, OU SEJA NÃO ESTÁ SE CONSEGUINDO O RESULTADO DESEJADO, É NECESSÁRIO ANALISAR MUITO BEM A CONDIÇÃO DO PRÉ-FURO FEITO VERIFICANDO DENTRO DO LOTE A VARIAÇÃO DO DIÂMETRO, OVALIZAÇÃO, CONICIDADE E ACABAMENTO DA SUPERFÍCIE.

É EVIDÊNTE QUE QUANTO MAIOR FOR A CORREÇÃO NECESSÁRIA A SER FEITA PELO ALARGADOR MAIOR DEVERÁ SER O SOBRE-METAL NECESSÁRIO, MAS POR OUTRO LADONÃO PODEMOS ESQUECER QUE A CAPACIDADE DO ALARGADOR DE RETIRARMATERIAL É LIMITADA E QUANDO EXCESSIVA FAZ COM QUE O ALARGADOR PERCA EFICIÊNCIA OU ATÉ INVIABILIZE O SEU USO.

TABELA 1

SOBREMETAL RECOMENDADO NO FURO PARA UTILIZAÇÃO DO ALARGADOR

DIÂMETRO DO FURO       X       SOBREMETAL NO DIÂMETRO

ATÉ 10 mm.......................................................0,2 mm

DE 10 a 18 mm................................................0,25 mm

DE 18 a 30 mm.................................................0,3 mm

DE 30 a 50 mm.................................................0,4 mm

DE 50 a 100 mm...............................................0,5 mm

EXEMPLO: ALARGADOR 15 mm - FURAR COM 14,75 mm

 

Brocafer Ferramentas e Fixadores Ltda. Todos os direitos reservados - Deus seja louvado! Desenvolvido por Rony Sidney Lopes de Lima